Título: Lutas

Ano: **

Autor da imagem: Naine Terena

Tipo de registro: Fotografia

Categoria: Lutas (fights)

Palavras chaves: Pessoas

Resumo: O I FOPPELIN contou com a participação de mais de 300 representantes indígenas de comunidades e organizações de todo o território brasileiro e de representantes institucionais, gestores e parlamentares, sendo que os indígenas representaram 139 comunidades indígenas diferentes, totalizando 297 indígenas, dos 307 presentes durante o evento realizado em Cuiabá-MT. Nesse evento foram formuladas as proposições para o desenvolvimento de uma política específica de esporte e lazer para os povos indígenas do Brasil e, portanto, neste projeto, daremos início aos encaminhamentos do I FOPPELIN. O primeiro é a mobilização e organização de reunião de discussão e definição da Comissão Nacional de Política de Esporte e Lazer Indígena – CNPELI, com a participação de 30 representantes indígenas brasileiros a ser realizada em dois dias em Brasília, no Ministério do Esporte. Neste ato, serão discutidas ações da Comissão a ser empossada por Decreto e a constituição desta; a elaboração de documento que orientará as ações da CNPELI; o debate sobre perspectivas da política indígena na pauta do esporte e lazer a partir de mesas-redondas com convidados indígenas. Esta meta será subsidiada ainda com produção acadêmica sobre a política e análise desta a partir da avaliação do FOPPELIN, a fim de orientar melhor as discussões e proposições da CNPELI. A segunda ação será realizada no Rio de Janeiro, na Casa Brasil organizada para a Olimpíada de 2016, como ato de Institucionalização da Comissão com a assinatura do Decreto que a constitui. Para essa atividade, além de representantes da Comissão estarão nesse ato um grupo indígena que representará os Povos Indígenas do Brasil com suas práticas corporais. A terceira atividade será a de organização de quatro grupos indígenas que levarão para o Rio de Janeiro, entre a Olimpíada e a Paraolimpíada práticas corporais tradicionais a fim de apresentar como os Povos Indígenas do Brasil organizam e praticam seus jogos “etnoculturais esportivos ” em eventos esportivos e de lazer. Para a realização dessas três metas, a UFMT deverá contar com a contratação de apoio administrativo operacional para o projeto junto à Fundação Uniselva. Essas ações visam assim, iniciar o desenvolvimento do projeto uma atividade de extensão vinculada à pesquisa-ação desenvolvida pelo Grupo de pesquisa COEDUC que desenvolve ações cujo objetivo é apoiar o desenvolvimento de Políticas Públicas de Esporte e Lazer para os Povos Indígenas a ser assumido pela parceria entre o COEDUC/UFMT e a CGPEIN/SNELIS.

Texto original: https://sistemas.ufmt.br/ufmt.siex/Projeto/Detalhes?projetoUID=857